Estrogonofes e Compliance

Deixei as chaves na mesinha da sala. 
Arrastei a mala até o elevador.
Cumprimentei pela última vez o Seu Antônio, porteiro da manhã, que recebia todas as minhas encomendas:
— Opa! Mais uma para a senhora! – Dizia, sempre forjando um sorrisinho maldoso.
Eu odiava o Seu Antônio.
Merda, ainda tenho uns pacotes para receber e não dá para mandar o boy lá da firma buscar, porque isso seria altamente antiético, né?
Tem o Compliance e tals…
Vou pedir para o João buscar entre uma entrega e outra da empresa. — Das vantagens de trabalhar no Compliance.
Depois me confesso com o Padre Eliseu, que é amigo da mamãe.
Aliás, tenho que avisar a ela que vou voltar para casa.
Espero que ela faça estrogonofe para comemorar.
Era para ser um dia triste.
Deixa eu me concentrar para chorar um pouquinho.
Só uma lágrima está bom.
— Oi, João! E aí? Beleza? Pega um lance pra mim quando tiver na rota?
— Já é!
Pronto. Resolvido.
— Bom dia, meninas! E aí? Novidades?
— Senta aí porque você não vai acreditar!
Cecília me provou que uma boa fofoca é bem mais saudável que alguns relacionamentos.
Mamãe fez estrogonofe.

Publicado por Perla Gomes

Autora da página poética no Instagram @virgule_se.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: